Hoje é Halloween, também conhecido como o Dia das Bruxas. A origem desse dia remonta dos imigrantes irlandeses, que trouxeram a tradição para os Estados Unidos, e antes destes dos celtas, povo que eu respeito muito por sua veia mística.

Segundo a tradição, a noite da véspera do Dia de Todos os Santos é o momento em que as portas que ligam o mundo dos mortos ao mundo dos vivos se abrem, e para evitar que algum espírito mal intencionado adentrasse uma propriedade, as pessoas colocavam em suas casas objetos assustadores como máscaras de bruxas, vampiros, abóboras com a bocarra aberta cuspindo fogo, etc.

Como brasileiro A-DO-RA copiar tudo que vem de fora, pois o “primeiro mundo” é muito chique e tudo que vem “do estrangeiro” é melhor e mais bonito, copiou também o “Raluin”.

Nesse momento a mãe da Lorranny e da Rayenne está arrumando as criança tudo com as fantasias compradas no camelô, ou feitas por aquela vizinha costureira com cara de bruxa mas muito simpática.

A Jéhssykah e o Maikon estão adorando essa nova oportunidade de ganhar doce de graça. Antes era só no Cosme e Damião.

Para não ficar feio, pois afinal de contas o folclore brasileiro é muito rico e variado, sendo desnecessário importar tradições alienígenas, estipulou-se que hoje, 31 de Outubro é o dia do Saci Pererê.

Mesmo assim, não foi possível convencer o Jefferson, primo da Jéssykah e meio- irmão da Rayenne, a se fantasiar dessa simpática e perneta figura.

É que pulando numa perna só ele fica em desvantagem para pegar as guloseimas antes dos outros.

Então ele vai de vampiro mesmo. Inspirado naqueles do Crepúsculo. Afinal, vampiros estão fazendo muitas garotas suspirarem ultimamente, e ele pode até pegar algo mais além de doces.